Vídeos

Congresso UFBA 70 anos - Bárbara Nascimento - Estudante Psicologia / UFBA
See video

Nesta segunda matéria do especial In-gula, o neuropsiquiatra Ricardo Chequer Chemas fala sobre a relação existente entre o sistema neurológico e a alimentação. Segundo o pesquisador, as alterações provocadas pela ingestão de alimentos não são de natureza apenas física, mas também mental. Até os sonhos seriam determinados pelo tipo de alimento consumido por cada indivíduo. Chequer ainda discorre sobre os possíveis vícios provocados pelo consumo de determinados alimentos, os perigos de usar panelas de aço para cozinhar, dentre outros fatos interessantes (e pouco conhecidos) sobre a alimentação humana.

See video

Localizada no Centro da cidade, a Estação da Lapa é, além de via de transportes públicos, local de trabalho e até moradia de muitas pessoas. Os estudantes de Comunicação Eudes Benício e Jairo Gonçalves traçam o perfil da estação através das experiências vividas por algumas das 400 mil pessoas que passam por lá diariamente. Essa matéria jornalística é um trabalho da disciplina Jornalismo Digital, ministrada na Faculdade de Comunicação da UFBA.

Mais informações sobre a matéria podem ser encontradas no site : www.impressaodigital126.com.br

See video

Por que os alimentos calóricos e coloridos são mais atrativos que os alimentos saudáveis? A repórter Elenira Onija consultou especialistas para entender esse e outros questionamentos sobre a alimentação. As descobertas foram surpreendentes: o açúcar pode viciar tanto quanto a cocaína, o que comemos ou deixamos de comer está relacionado com a cultura do lugar onde vivemos, iremos gostar de um alimento se o comermos repetidas vezes... Se você também tem dúvidas ou quer entender um pouco mais sobre a alimentação humana, vale à pena conferir essa matéria.

 

See video

Completando 70 anos de existência, a Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFBA realizou de 13 a 17 de junho o II Encontro de São Lázaro, em conjunto com o Instituto de Psicologia da universidade. O renomado sociólogo pernambucano Francisco de Oliveira finalizou o evento com uma palestra que empolgou o público presente, composto de alunos, professores e estudiosos da área. Na entrevista concedida à Webtv UFBA ele falou sobre a situação política e econômica que o Brasil vive atualmente.

 

 

See video

No último vídeo da série “Que dança é essa?” visitamos a Escola de Dança da Funceb, única unidade pública de ensino da dança em Salvador. Aulas de ballé, dança moderna, contemporânea e popular são ministradas à crianças, jovens e adultos, num total de 1500 pessoas atendidas. Acompanhe os relatos de como a dança transforma a vida dos professores e alunos da instituição.

See video

A manifestação da dança como arte em peças e musicais ainda é pouco conhecida por grande parte do público infantil. Nesse segundo vídeo da série “Que dança é essa?” acompanhamos a ida de um grupo de crianças a uma apresentação de dança e ouvimos profissionais da área sobre a importância desse contato para a formação da consciência crítica desses pequenos espectadores.

 

See video

Na série “Que dança é essa?”, exibida a partir de hoje, (06), na TV UFBA, escolas e companhias de ensino da dança foram visitadas com o objetivo de conhecer a relação que crianças e adolescentes mantêm com essa arte e de que forma ela contribui para sua formação. Melhoria da saúde física e desenvolvimento psicológico, são apenas alguns dos benefícios para seus praticantes, que exercitam corpo e mente de maneira lúdica. “Muitos escolhem a dança, mas a dança escolhe muito poucos. E eu agradeço muito a Deus por ela está me escolhendo até hoje” diz Maria Vitória, de 11 anos, num dos relatos mais convictos e marcantes dessa série.

 

See video

Aos 44 anos ele se tornou deficiente visual, e a partir daí teve que enfrentar os obstáculos que viriam. Mas antes de se preparar para as barreiras físicas, teve que vencer seus medos e aceitar sua limitação. Um processo doloroso em que buscou o isolamento, talvez como forma de proteção, já que devido à sua deficiência teve que se aposentar do seu trabalho na área de engenharia. E foi nesse momento que descobriu na música uma nova forma de inserção na sociedade, lugar que a partir de então se tornou um amplo território de descobertas e aprendizados onde pôde construir uma nova de perceber as coisas que estavam ao seu redor. Na última reportagem da série Invisível Realidade você confere a história de Jubiran Miranda, uma vida marcada por um grave problema, porém, baseada em uma contínua e incansável superação.

 

 

See video

“Sempre desejei e lutei para garantir o direito das pessoas com deficiência serem cidadãos” afirma João Prazeres, coordenador de Educação Especial da Secretaria de Educação. Nascido no Recôncavo baiano, ele veio ainda criança para a capital à procura de um sistema de educação adequado à sua deficiência visual, o que não existia no interior do estado. Encontrou no Instituto de Cegos da Bahia o espaço educacional e afetivo, que tanto procurava, onde além de aluno, tornou-se posteriormente professor da instituição. Formado em pedagogia, João dos Prazeres é um exemplo de superação pessoal e luta pelos direitos dos deficientes visuais no estado.

 

See video

O preconceito e a falta de estruturas adaptadas aos que não tem o sentido da visão são apenas algumas das dificuldades enfrentadas por essas pessoas. Para João Prazeres, coordenador de educação da Secretaria de Educação Especial, deficiente visual, os desafios contribuíram positivamente para a sua vida. “Desafios pra mim, por mais que pareçam complicados, são saudáveis, por que me encorajam cada vez mais a lutar” afirma Prazeres. E mesmo tendo que superar tantas barreiras, os portadores da deficiência cultivam sonhos e planejam um futuro com igualdade e realizações. Em mais uma matéria do especial Invisível Realidade você conhece os obstáculos a serem vencidos e as aspirações dos que apesar de não enxergarem, conseguem vislumbrar um amanhã simplesmente melhor.

 

 

See video

Eles já ganharam campeonatos nacionais e internacionais jogando futebol, ainda que pouco ou mal enxerguem a bola que conduzem nos pés. Esse baianos são praticantes do futebol de 5, modalidade direcionada a  deficientes visuais parciais ou totais. Assista o vídeo e saiba mais sobre o treinamento dos atletas, dificuldades que eles enfrentam e o papel que o esporte desempenha nas suas vidas.

 

See video

Por não possuir o sentido da visão, os cegos geralmente concentram sua atenção nos demais sentidos. A música pode ser uma aliada nesse processo, ampliando as formas de expressão dessas pessoas e contribuindo com o aumento de sua auto-estima.

“A música na vida dessa meninada é só mesmo edificar, eles tem mais força quando cantam, descobrem que são pessoas que valem a pena”, afirma  José Santos, professor de canto que trabalha com deficientes visuais e defende a modernização e ampliação dos sistemas de ensino de música para cegos.

Assista nossa matéria e observe outra forma de expressão dos deficientes visuais.

 

 

See video

Possibilitar a independência e inserção do deficiente visual é a principal missão do Instituto de Cegos da Bahia (ICB), uma instituição filantrópica que há 77 anos vem desenvolvendo este trabalho. No ICB os portadores da deficiência visual encontram um espaço não só de aprendizado, mas também de aceitação da diferença e de entendimento das limitações e barreiras que serão enfrentadas pelos mesmos. Um ambiente em que a educação é principal ferramenta de construção de uma realidade concreta, porém, em alguns momentos pode ser invisível ou abstrata.

Este é o primeiro vídeo da série Invisível Realidade, e se você quiser ter maiores informações sobre o Instituto de Cegos da Bahia, basta acessar o site: www.institutodecegos.org.br

 

 

See video

A última entrevistada da série Mulheres: Conquistas e Dilemas é a juíza de direito da 18ª vara de substituições de Salvador, Luislinda Valois, uma mulher que personaliza muito bem o que chamamos superação. Negra e de origem humilde, ela contou a Webtv UFBA detalhes de sua carreira, paixão pelo seu ofício e situações de preconceito que sofreu no ambiente de trabalho. A terceira juíza mais antiga da Bahia fala ainda da relação da Justiça com temas presentes no universo feminino como aborto e violência.

 

See video

O especial Mulheres: Conquistas e Dilemas apresenta a percepção da jornalista e professora da Faculdade de Comunicação da UFBA, Malu Fontes, sobre o lugar da mulher na sociedade contemporânea. Autora de uma coluna sobre análise do telejornalismo em um dos maiores impressos de Salvador, nessa entrevista, Malu aborda questões delicadas do universo feminino, expõe opiniões fortes e ao mesmo tempo ousadas sobre tais polêmicas. Na ocasião, ela aproveitou para comentar sua liberdade de expressão, que em alguns casos é tida como agressiva ou arrogante.

 

Confira a entrevista!