Vídeos

Mesa Redonda discute extinção do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação
See video

    A Web TV UFBA entrevistou Efraim Rodrigues, convidado especial da terceira edição do Café Científico da UFBA, realizado na Sala de Arte da UFBA, que debateu sobre restauração de ambientes degradados. O Café Científico teve como tema "Ecologia da Restauração, a restauração da ecologia?", mesmo nome do livro lançando pelo palestrante. Especialista em ecologia, Efraim Rodrigues Efraim é Doutor pela Universidade de Harvard e professor da Universidade Estadual de Londrina. Um pesquisador de destaque quando se trata de ecologia e conservação e nome de referência para discutir questões ambientais.

    A ecologia da restauração é o campo científico que trata, na prática, da recuperação ambiental, tornando possíveis as condições originais da flora, fauna, solo e clima. Segundo Rodrigues, a preservação é imprescindível porque uma recuperação de ecossistema leva no mínimo 15 anos para ser feita, sendo necessário um estudo das áreas para se saber quais espécies existiam no local. Em projeto realizado em diversas escolas do Brasil, Efraim Rodrigues atua pensando a restauração ecológica através da coleta da água da chuva e da transformação de lixo em adubo.

    See video

    Além de uma excelente forma de adquirir educação, conhecimento e cultura, ler também pode ser um ótimo exercício terapêutico. A biblioterapia ou leitura terapêutica funciona como um importante instrumento no processo de desenvolvimento pessoal, educacional e no restabelecimento psíquico de indivíduos com transtornos emocionais.

    Segundo pesquisa realizada em 2012 pela bibliotecária do CETAD/UFBA - Centro de Estudos e Terapia do Abuso de Drogas, Ana Rita Andrade, concluiu que o hábito da leitura traz benefícios psicológicos a usuários de drogas, além de proporcionar a inclusão social dessas pessoas que na maioria das vezes se encontram em situação de exclusão. O processo de leitura também contribuiu para a externalização de sentimentos e reflexões, o que ajudou no controle do uso de drogas.

    See video

    Qual sua opinião sobre a medida da Internação Compulsória no tratamento a usuários viciados em drogas? Atualmente algumas cidades brasileiras passaram a adotar a ação nas famosas "cracolândias", mas o resultado divide opiniões entre a população e especialistas no assunto. Preparamos uma reportagem especial sobre o tema e conversamos com o Dr. Tarcísio Andrade, professor da faculdade de medicina da UFBA e coordenador da Aliança de Redução de Danos Fátima Cavalcanti, em Salvador. A superintendente da SUPRAD, Superintendência de Prevenção e Acolhimento ao Usuário de Drogas e Apoio Familiar, Denise Tourinho, também dá o posicionamento do órgão sobre o assunto. A matéria ainda conta com o depoimento de uma mãe que viveu o drama de internar o próprio filho compulsoriamente. Confira!

    See video
    O Balé Folclórico da Bahia é a única companhia de dança folclórica do Brasil. O grupo foi criado em 1988 por Vavá Botelho e Ninho Reis pela necessidade da existência de uma companhia de dança que trabalhasse com o folclore baiano. Desmistificar e quebrar o preconceito em relação à cultura popular baiana, principalmente relacionada aos rituais típicos do candomblé, é hoje, um dos principais objetivos da companhia que durante muito tempo foi discriminada.

    Completando 25 anos de existência em agosto deste ano e tendo passado por mais de 250 cidades pelo mundo, o Balé Folclórico da Bahia é uma das companhias brasileiras mais ovacionadas no mundo, sucesso de crítica e público que possui muito prestígio internacional, mas que sofre para realizar turnês nacionais. Vamos conhecer um pouco mais desse grupo assistindo a reportagem!

    See video

    Além de prazerosa, a dança na terceira idade traz benefícios ao corpo, à mente e a saúde, trazendo alegria e bem-estar. Com o envelhecimento, as limitações do corpo aumentam e com ela a dependência, mas ainda assim muitos dos “bons velhinhos”, que tem bom-humor e alto-astral, procuram se manter ativos através da dança, geralmente incentivados por médicos e familiares para ocupar os espaços vazios, quebrando as barreiras da idade. Em uma das reportagens do Especial Dia da Dança, a WebTV UFBA visitou uma turma que não se limita pela idade, fazendo da dança um hobby de alegria e descontração e provando para o tempo que não existe idade para praticar uma atividade que lhe traga um espírito jovem, como aprender a dançar.

    See video

    Misturar a suavidade da dança com as manobras de um esporte radical. Essa foi a ideia que levou o esportista e bailarino João Rafael Neto a unir movimentos da dança contemporânea com técnicas da BMX (esporte praticado com bicicletas).  O "Bolero de 4", como foi denominado o espetáculo, foi dirigido pelo coreógrafo Luiz de Abreu e idealizado para ser apresentado em espaços abertos, como praças e campos.

    Formado no Curso Técnico em Dança pela Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) e estudante do Curso de Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Artes na UFBA, João exerce atividades nas áreas das Artes Cênicas, estudando a hibridação entre técnicas de movimento, novas tecnologias e esportes de ação urbanos como: BMX STREET e LE PARKOU, para pesquisa de criação em dança.

    See video

    Ator, diretor, pesquisador e palhaço, o baiano Demian Reis tem intimidade com as artes do palco e do riso. Conhecimento que é compartilhado no livro  "Caçadores de Risos - O Maravilhoso Mundo da Palhaçaria", fruto da sua pesquisa de doutorado na Escola de Artes Cênicas da UFBA. Em entrevista à TV UFBA, o artista fala sobre o processo criativo para se construir um palhaço, os desafios constantes do "fazer rir" e a profissionalização da arte da palhaçaria.

    See video

    O que acontece diariamente embaixo das lonas do Circo Picolino, um dos mais tradicionais da capital baiana? O diretor Anselmo Serrat fala sobre o surgimento da Escola Picolino, que trabalha com dezenas de jovens e crianças ensinando a arte circense. Os pequenos se encantam por cada uma das atividades e sonham em crescer e trabalhar nos picadeiros. Os professores também falam da satisfação de passar seus conhecimentos e manter viva essa arte milenar. Confira!

    See video

    O teatro é uma arte genuinamente coletiva. Mas o Teatro de Grupo é caracterizado por muito mais que a mera organização coletiva. Todos trabalham em prol de um objetivo comum, onde a criação é compartilhada e sustentada pela pesquisa. Os membros atuam em diversos campos da produção, todos são diretores, atores, roteiristas.

    Diferentemente de uma companhia de teatro, na qual uma equipe é montada para execução de uma peça, no Teatro de Grupo existe uma estabilidade dos membros que permanecem juntos por muito tempo e estabelecem uma relação de confiança. 

    A Web TV UFBA entrevistou os grupos Finos Trapos e JOGO que contaram um pouco de suas trajetórias e dificuldades enfrentadas.

    See video

     

    Um dos grandes mistérios do teatro é a maquiagem, ela é uma ferramenta essencial ao ator. A maquiagem surgiu a partir das mascaras gregas que ampliavam o rosto do ator, hoje a maquiagem juntamente com a luz ajuda na tridimensionalidade das expressões do ator em cena.

    O professor e maquiador Roberto Laplagne em entrevista à Web Tv Ufba, conta sua trajetória, fala sobre o surgimento e funções da maquiagem teatral e dá ainda algumas dicas em um experimento expressionista.

    Assista ao vídeo e conheça mais sobre o trabalho de Roberto Laplagne:

     

    See video

    Há 25 anos em cartaz com a peça ''A Bofetada'', o diretor, autor e ator Lelo Filho, fala do segredo de se manter em cena por tanto tempo no mesmo espetáculo, um dos mais veteranos do teatro baiano e que através da comédia aborda temas atuais para fazer crítica aos grandes acontecimentos do nosso cotidiano.

    Com uma nova temporada a peça vem inovando para se apresentar ao público de forma diferenciada, acompanhando o contexto contemporâneo. Lelo também chama atenção para a importância e necessidade do investimento no teatro baiano e comenta a crise nacional da falta de público e patrocínio, pois "sem uma platéia o teatro não existe".

    See video
    O diretor teatral, cenógrafo e figurinista Márcio Meirelles é o entrevistado da WebTV UFBA na matéria que abre o Especial Mês do Teatro. Márcio nasceu em Salvador, em 26 de maio de 1954 e começou a trabalhar com direção teatral na década de 70. Foi responsável pela revitalização do tradicional Teatro Vila Velha, em Salvador, e também criou, em 1990, juntamente com Chica Carelli, o Bando de Teatro Olodum, grupo teatral baiano formado somente por atores negros, que surgiu a partir da realização de oficinas nos bairros da capital. Em 1994, ele assumiu a direção artística do Teatro Vila Velha.

    Entre seus trabalhos no teatro, destacam-se: “Cabaré da RRRRaça" (com estreia em 1997 e sendo apresentado até hoje), o espetáculo “Ó Paí Ó”, com o Bando de Teatro Olodum, e "Drácula", espetáculo baseado em um dos mais célebres romances de horror de todos os tempos: o homônimo Drácula, de Bram Stoker (1897), marcado pelas interfaces entre o teatro, a tecnologia e as novas mídias. Confira a entrevista!

    See video

     

    Engenheiro, empresário, navegador e escritor, Aleixo Belov nasceu na Ucrânia e cresceu na Bahia. Já fez quatro viagens ao mundo a bordo de um veleiro, três delas sozinho e uma com uma com uma tripulação de estudantes. Em entrevista à Web Tv Ufba, Aleixo fala sobre essas viagens e sobre seu espírito aventureiro.e mostra ainda imagens de seu arquivo pessoal. "Vou ficar velho, vou morrer, e tudo que eu aprendi vai se perder. Porque eu só naveguei sozinho", disse Aleixo para justificar a viajem feita com os estudantes, para quem passou sua experiência. E ele já está preparando a próxima navegação.


    Assista o vídeo e saiba mais sobre o universo viajante do escritor:

     

    See video
    Você sabe o que é chula? A chula é um tipo de Samba de roda, no qual as cantigas são de louvor à mulher, à beleza feminina. Nessa forma tradicional de dança somente a mulher pode sambar, como resposta ao canto do homem. O samba chula é característico principalmente da região de Santo Amaro da Purificação e era realizado, originalmente, depois das rezas de santos, muito populares no interior baiano. 

    A dança da chula só tem início após a declamação dos cantadores, quando uma pessoa por vez samba no meio da roda ao som dos instrumentos e de palmas. Já o samba de roda corrido, que é o mais popular, acontecia quando acabava o rito da chula e uma nova roda era feita para evitar a saída das pessoas. No samba corrido homens e mulheres podiam sambar e só acabava ao amanhecer.

    See video

    A Feira de São Joaquim é uma das feiras mais tradicionais do Brasil. Com cerca de 7.500 feirantes é possivel se encontrar de tudo, farinha, artesanato, frutas, verduras. O local está em pleno processo de revitalização e vai ganhar ainda o titulo de patrimônio cultural e ponto turístico oficial da cidade.

    O secretário de turismo Domingos Leonelli, garante que a feira fará parte do roteiro turístico da cidade, isso pela sua diversidade, tradição e agora com a reforma ela terá melhores condições de estrutura e higiene. Toda essa mudança tem fortalecido o comércio no local, principalmente para Paulista, dono de um Bar em São Joaquim e famoso por vender uma das melhores feijoadas. Ele afirma que os turistas gostam dali e apreciam a culinária do local.

    Confira o vídeo e saiba mais sobre a Feira de São Joaquim: